Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 23 de setembro de 2017

TCDF recebe Certificado de Garantia de Qualidade

TCDF recebe Certificado de Garantia de Qualidade
Em 2017, o projeto atinge os 34 Tribunais de Contas do país
Polyana Resende-Assessoria de Comunicação do Tribunal de Contas do DF - 23/09/2017 - 12:40:51

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) recebeu nesta terça-feira, dia 19 de setembro, a Declaração de Garantia de Qualidade sobre os procedimentos adotados, em 2017, na aplicação do Marco de Medição de Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC), da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O certificado foi entregue à presidente da Corte, Conselheira Anilcéia Machado, pelo Conselheiro Edilson de Sousa Silva, do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO).

 

Durante os últimos dois dias, os integrantes do grupo técnico responsável pelo MMD-TC 2017 visitaram unidades do TCDF, entrevistaram gestores e servidores e debateram com os componentes da Comissão de Avaliação interna sobre a aplicação da metodologia e os resultados do levantamento.

 

Os trabalhos de campo abrangeram uma amostra composta por 12 temas: composição, organização e funcionamento do TC; planejamento estratégico; súmula e jurisprudência; controle interno; escola de contas; controle externo concomitante; informações estratégicas para o controle externo; fundamentos da auditoria de conformidade; processo de auditoria de conformidade; auditorias com temas específicos; fiscalização de obras públicas; e comunicação com a mídia, com os cidadãos e com as organizações da sociedade civil.

 

Durante o processo de avaliação, a Comissão destacou como boas práticas do TCDF a realização de auditorias integradas, que combinam em um só escopo aspectos operacionais e de conformidade da gestão, e ainda o projeto Trilhas de Aprendizagem, implementado a partir de 2016 pela Escola de Contas do TCDF.

 

Saiba mais - MMD é uma iniciativa da Atricon, que integra o Programa Qualidade e Agilidade dos TCs, e tem a finalidade de fortalecer o sistema de controle externo e estimular a transparência das informações, das decisões e da gestão das Cortes de Contas do País. O MMD-TC tem como objetivo verificar o desempenho dos Tribunais de Contas em comparação com as boas práticas internacionais e diretrizes estabelecidas pela Atricon, assim como identificar os seus pontos fortes e fracos.

 

O projeto foi elaborado com base em critérios estabelecidos pelas entidades e normas internacionais, e está alinhado à metodologia disseminada pela International Organization of Supreme Audit Instituitions (Intosai), por meio do Supreme Audit Instituitions Performance Measurement (SAI-PMF) e da revisão por pares.

 

Em 2017, o projeto atinge os 34 Tribunais de Contas do país. Os resultados da avaliação serão divulgados pela Atricon, em novembro, durante o XXIX Congresso dos TCs do Brasil, em Goiânia (GO).

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo: