Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 12 de dezembro de 2017

Em novo prêmio, Fifa deve coroar ano perfeito de Cristiano Ronaldo

Em novo prêmio, Fifa deve coroar ano perfeito de Cristiano Ronaldo
Português concorre ao "The Best" com Messi e Griezmann nesta segunda, a partir das 15h30. Brasil tem volta de Marta ao pódio feminino e Marlone na briga pelo Puskás
Por Globoesporte Foto: Divulgação/Reprodução - 09/01/2017 - 10:14:41

Um novo prêmio, mas um velho vencedor. A Fifa revelará nesta segunda-feira, em Zurique, a partir das 15h30, o vencedor do primeiro troféu "The Best", criado após a "Bola de Ouro" voltar a ser organizada apenas pela revista "France Football". O argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o francês Griezmann, do Atlético de Madrid, estão no disputa, mas Cristiano Ronaldo deverá ser eleito pela quarta vez pela entidade como o melhor do mundo, coroando seu 2016 perfeito com as camisas de Real Madrid e Portugal. 


De 1991 a 2009, a Fifa entregou o troféu "Melhor Jogador do Ano", paralelamente à "Bola de Ouro" da "France Football". Cristiano Ronaldo venceu ambos em 2008. De 2009 a 2015, os dois prêmios se uniram como "Bola de Ouro Fifa", que foi para as mãos do português em 2013 e 2014. O maior ganhador dos troféus da entidade que organiza o futebol mundial é Messi, que levou a melhor em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.


Já dono da "Bola de Ouro" da "France Football" em 2016, Cristiano Ronaldo vem de uma temporada que beirou a perfeição em 2015/2016 com os títulos da Liga dos Campeões, pelo Real Madrid, e da Eurocopa, com Portugal.

A tradicional "Festa de Gala" da Fifa terá mudanças neste ano. O evento deixará de ser em um teatro de Zurique para ser organizado em um estúdio de televisão. A apresentação será feita pela atriz americana Eva Longoria e o alemão Marco Schreyl. Rebatizada de "The Best", a premiação agora também dá voz aos torcedores. Os votos populares computados pela internet têm um peso de 25% na contagem final; jornalistas escolhidos pela Fifa têm outros 25% e os 50% restantes são os votos de técnicos capitães das seleções nacionais.

 

Messi fez mais gols (59 a 55), deu mais assistências (32 a 17), mas o peso dos títulos conquistados por Cristiano Ronaldo e sua impressionante produção pela seleção portuguesa (13 convocações, 13 gols, três assistências) já lhe renderam a "Bola de Ouro" e muito provavelmente vão garantir o troféu da Fifa.


Fernando Santos, Zidane e Ranieri disputam entre técnicos

Se não há dúvida sobre quem será coroado entre os jogadores, a disputa entre os técnicos parece mais aberta. Entre os candidatos estão os dois técnicos que deram voltas olímpicas em 2016 graças à ajuda de Cristiano Ronaldo: Fernando Santos, campeão da Euro, e Zinedine Zidane, do Real Madrid.

 

O terceiro concorrente é o veterano Claudio Ranieri, 65 anos, 30 de carreira, o responsável por guiar o Leicester (o Leicester!) ao título da Premier League na Inglaterra. Um feito tão notável que três jogadores do time (Kanté, Mahrez e Vardy) ficaram entre os 23 finalistas na disputa de melhor jogador.

 

Nem Santos, nem Zidane e nem Ranieri foram premiados antes, situação diferente do que ocorre entre as técnicas mulheres. As técnicas mais badaladas das três maiores potências do futebol feminino disputam novamente o prêmio. Todas já ganharam alguma vez: a americana Jill Ellis (2015), a sueca Pia Sundhage (2012) e a alemã Silvia Neid (2010 e 2013).

 

Possíveis prêmios para o Brasil: Marta e Puskás

O prêmio para a melhor jogadora tem a volta de Marta ao pódio. A brasileira esteve entre as três melhores do mundo de maneira ininterrupta de 2004 a 2014 --- e faturou o primeiro lugar cinco vezes seguida, entre 2006 e 2010 -- mas ficou fora da lista em 2015. Medalha de bronze na Olimpíada do Rio, Marta disputa o trono com a alemã Melanie Behringer e com a atual detentora da coroa, a americana Carli Loyd.

 

A outra chance de prêmio para o Brasil está no Puskás, o "Oscar" de melhor gol do último ano. A pintura do corintiano Marlone contra o Cobresal, pela Copa Libertadores, ficou entre os três finalistas. Marlone concorre contra a venezuelana Daniueska Rodríguez (um golaço de canhota após humilhar zagueiras da Colômbia no Sul-Americano sub-17) e o malaio Mohd Faiz Subri (que imprimiu um efeito incrível na bola numa cobrança de falta de 40 metros de distância).


Além dos prêmios individuais, na cerimônia desta segunda-feira serão revelados o "time ideal do ano", resultado de votação feita pelos próprios jogadores filiados ao Sindicato Mundial da categoria, e o "Fan Award", uma novidade criada pela Fifa para premiar o melhor momento das arquibancadas em 2016.

 

Os três finalistas desta categoria são europeus: a torcida do ADO Den Haag, da Holanda, que atirou centenas de brinquedos de pelúcia para torcedores do Feyenoord, que na verdade eram funcionários de um hospital infantil; os torcedores de Liverpool e Borussia Dortmund cantando juntos "You'll Never Walk Alone" no aniversário da tragédia de Hillsborough; e a impressionante reação da torcida da Islândia durante a Eurocopa do ano passado.

 

Não houve tempo para a inclusão da homenagem da torcida do Atlético Nacional de Medellín para a Chapecoense.
 

Compartilhe:
Compartilhe!

0

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:

Mais notícias acesse

ContextoExato

Mais notícias acesse

ContextoExato