Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 22 de outubro de 2017

Lei Seca completa nove anos com 93,1 mil multados por embriaguez no DF

Lei Seca completa nove anos com 93,1 mil multados por embriaguez no DF
Mortes no trânsito tiveram queda de 37% no período. Regra de tolerância zero no trânsito estabelece multa de R$ 1.915
Por G1 Foto: Reprodução/Divulgação/Tony Winston/Agência Brasília - 19/06/2017 - 08:47:31

Lei Seca completa 9 anos nesta semana e, pelo menos no Distrito Federal, o balanço é positivo: no período, as mortes no trânsito diminuíram 37%. Se comparado o número de vítimas em acidentes fatais com o ano antes da aplicação da lei, 864 vidas foram poupadas. No entanto, os motoristas seguem com hábito de dirigirem alcoolizados. Desde o começo do ano, pelo menos 10 mil motoristas foram multados por embriaguez.


Desde a sanção da Lei Seca, em junho de 2008, o número de multados por dirigir sob efeito do álcool chega a 93,1 mil. O desrespeito à regra é perigoso e pode ser fatal. Só no ano passado, 391 pessoas morreram vítimas de acidente de trânsito – 114 delas estavam sob efeito de álcool ou drogas.


“Nós observamos que boa parte da população já mudou o comportamento, mas ainda tem uma parcela que insiste e está sendo fiscalizada”, afirmou o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca.


“Só aumentou o número de abordagens feitas pelo Detran, DER, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, e com isso tirando grande número de pessoas de circulação. E o mais importante: mais de 95% dos condutores autuados por alcoolemia estão sendo retirados antes que se envolvam em acidentes.”


A multa por dirigir embriagado é de R$ 1.915, com sete pontos na carteira de habilitação. O motorista também deixa de poder dirigir por um ano, mas a proibição só passa a valer quando não couber mais recurso.
 

Feriado
O Detran multou durante o feriado de Corpus Christi – entre quinta-feira (15) e a madrugada desta segunda-feira (19) – 192 motoristas por dirigirem alcoolizados. Um deles sendo inclusive abordado duas vezes na mesma noite.


Ao todo, três condutores foram detidos por apresentarem nível de álcool maior do que 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido no bafômetro.


Durante as blitze, 37 motoristas foram multados por dirigirem sem carteira de habilitação e 5, por andarem com o documento suspenso. No total, foram apreendidos 162 veículos. Parte das fiscalizações ocorreu também com apoio da Polícia Militar.

Compartilhe:
Compartilhe!

0

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:

Mais notícias acesse

ContextoExato

Mais notícias acesse

ContextoExato