Recomende este post!

Fechar

Enviar


Regras do Blog Edson Sombra

1 – Para comentar no Blog do Edson Sombra você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no Blog do Edson Sombra você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do Blog Edson Sombra os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No Blog do Edson Sombra, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 28 de março de 2017

cartao-brb

Rollemberg está isolado na base política

Rollemberg está isolado na base política
A um passo da aposentadoria
Correio Braziliense/Andre Violatti/Esp. CB/D.A Press - 11/01/2017 - 10:10:39

A repercussão do reajuste das tarifas de ônibus revela como o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) está isolado no campo político. Ninguém, além do secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, saiu em defesa da medida, considerada fundamental pelos técnicos do governo para o equilíbrio do sistema de transporte. A primeira ofensiva partiu do número dois do Executivo, o vice-governador Renato Santana. Aliados da campanha de 2014, como os senadores Cristovam Buarque (PPS-DF) e José Antônio Reguffe (Sem partido-DF) também fizeram críticas. Na Câmara Legislativa, a reação foi contundente, o que deve provocar amanhã a aprovação do decreto legislativo suspendendo o aumento. Ninguém da base de Rollemberg deu uma declaração em favor da decisão do governo, que ponderasse o assunto.

 

A um passo da aposentadoria

 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) está prestes a perder um dos últimos policiais civis dispostos a defendê-lo na instituição. O diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba, confidenciou a pessoas próximas que está a um passo de pedir a aposentadoria. Ele tem uma forte ligação pessoal e política com Rollemberg, mas ficou sem discurso com os subordinados depois que o governo suspendeu as negociações sobre a paridade dos salários da Polícia Civil com os da Polícia Federal, que garantiria um reajuste de 37% para a categoria. Seba sempre garantiu aos colegas que o governo esticaria a negociação, mas acabaria cedendo à reivindicação. Não foi o que aconteceu até o momento. Hoje Rollemberg enfrenta uma enorme resistência entre os policiais civis. Para Seba, é difícil administrar a insatisfação de delegados e agentes, principalmente com os sindicatos incentivando uma reação. Se Seba se aposentar, Rollemberg terá de encontrar um substituto para o comando da Polícia Civil, alguém de sua confiança e que exerça forte liderança na categoria. Mas sem o reajuste sempre haverá insatisfações.

 

Fim de férias

Os deputados que integram a CPI da Saúde estão com pressa de encerrar o assunto. Por ordem do presidente da comissão, deputado Wellington Luiz (PMDB), três servidores que participam da investigação tiveram as férias interrompidas a partir de ontem, para ajudar na conclusão do relatório final. 

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo: