Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 22 de outubro de 2017

Rússia tem informações comprometedoras sobre Trump, diz documento vazado pela imprensa americana

Rússia tem informações comprometedoras sobre Trump, diz documento vazado pela imprensa americana
Relatório cita 'atividades sexuais pervertidas' e diz que presidente eleito recebia informações de espionagens do Kremlin. No Twitter, Trump diz que 'notícias falsas' são 'caça às bruxas político'
Por G1 Foto: Reprodução/Divulgação/Facebook - 11/01/2017 - 08:09:55

A imprensa americana divulgou nesta terça-feira (10) um documento supostamente secreto que afirma que a inteligência russa vem "cultivando, apoiando e ajudando" Donald Trump por anos, além de ter reunido informações pessoais comprometedoras sobre o presidente eleito.


A CNN divulgou a informação primeiro, citando fontes oficiais com conhecimento direto do documento. Já o Buzzfeed afirmou que o relatório tem circulado entre funcionários do governo, agentes de inteligência e jornalistas há semanas e que as informações não são verificadas. O site também divulgou uma cópia do relatório.

 

Segundo o documento, Trump e seu círculo direto aceitaram um fluxo regular de informações do Kremlin, inclusive sobre o Partido Democrata e outros rivais políticos. Agentes russos também disseram que possuem informações suficientes para chantagear Trump, a respeito de suas atividades sexuais "pervertidas" em Moscou, providenciadas por órgãos da inteligência russa.


O relatório diz também que a Rússia coletou por anos informações comprometedoras de Hillary Clinton, por meio de chamadas telefônicas interceptadas e conversas que ela teve em visitas à Rússia, controladas por um subordinado direto ao presidente russo Vladimir Putin.


Segundo a CNN, a sinopse com essas informações foi anexada ao relatório sobre a interferência russa na eleição de 2016, apresentado a Trump recentemente. O FBI está investigando a credibilidade e a precisão dessas alegações, que são baseadas primariamente em informações de fontes russas.


Os relatórios secretos foram apresentados a Trump na semana passada por quatro chefes da inteligência americana.

 

Uma das razões para incluir o anexo sobre o presidente eleito foi para torná-lo ciente de que essas informações que o envolvem estão circulando entre agências de inteligência, membros do Congresso e outros funcionários governamentais em Washington, disseram as fontes à CNN.


A sinopse também foi incluída para demonstrar que a Rússia compilou informações potencialmente prejudiciais aos dois partidos políticos principais dos EUA, mas só divulgou informações negativas de Hillary Clinton e dos democratas.


A emissora afirma que tentou falar com a equipe de transição de Trump, mas eles não quiseram comentar.
No Twitter, o presidente eleito chamou o assunto de "notícias falsas - uma total caça às bruxas política".

Compartilhe:
Compartilhe!

0

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:

Mais notícias acesse

ContextoExato