Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 20 de janeiro de 2018

Sem recursos do PDAF, escolas do DF correm o risco de não conseguirem efetivar matrículas dos alunos

Sem recursos do PDAF, escolas do DF correm o risco de não conseguirem efetivar matrículas dos alunos
Os educadores relataram que a situação é grave
Por Chico Vigilante - 03/01/2018 - 22:33:08

O Governo do Distrito Federal até agora não repassou às coordenações regionais de ensino a segunda parcela referente ao PDAF de 2017. Com isso, as escolas correm o risco não poderem realizar as matrículas para o ano letivo de 2018.

A informação é do deputado Chico Vigilante (PT) que participou de uma reunião com diretores de escolas públicas na coordenação regional de Ceilândia. Ele vai procurar o Palácio do Buriti cobrar do governo o repasse imediato dos recursos do PDAF, previstos na Lei Orçamentária de 2017.

“É uma situação grave que o Governo do Distrito Federal necessita solucionar de imediato. Vou procurar o governador Rodrigo Rollemberg para que ele resolva esse problema enfrentado da educação pública do Distrito Federal”, informou. 

Os educadores relataram que a situação é tão grave que estão bancando do próprio bolso custeios como internet, suprimentos de informática e até gás para as cantinas. O resultado é que as escolas endividadas.

Os recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) servem para fazer pequenos reparos nos colégios, custear projetos e adquirir alimentos específicos para atender a necessidades de alunos, por exemplo.

Além de todas as escolas da educação básica e de educação integral, as técnicas, as de educação profissional, os centros interescolares de línguas (CILs) e algumas bibliotecas comunitárias também são contemplados.

Além de procurar o Buriti, Chico Vigilante agendou uma audiência com o secretário de Fazenda, Wilson José de Paula, para cobrar a liberação dos recursos previstos na segunda parcela do programa.

O deputado também relata que todas as escolas públicas do DF também estão passando dificuldades em virtude da falta do pagamento dos recursos do PDAF.

“Caso o governo não pague o PDAF, será muito difícil realizar a matrícula dos alunos nas escolas por falta de insumos de secretaria, como, papel, toner de impressora e internet”, relata.

Chico Vigilante, deputado distrital (PT)

Compartilhe:
Compartilhe!

1

  • Sebastião - 04/01/2018

    Realmente Brasilia não tem nada,falta educação, falta saúde, falta segurança, falta dinheiro para as creches... Enfim, falta tudo, Inclusive GOVERNADOR...

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:

Mais notícias acesse

ContextoExato