Recomende este post!

Fechar

Enviar


1 – Para comentar no portal ContextoExato você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no portal ContextoExato você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do portal ContextoExato os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No porta ContextoExato, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 26 de setembro de 2017

Sobe para 48 o número de casos suspeitos de febre amarela em Minas Gerais

Sobe para 48 o número de casos suspeitos de febre amarela em Minas Gerais
No Estado de São Paulo duas pessoas morreram em decorrência da doença
Por R7 Foto: Divulgação/Reprodução - 11/01/2017 - 19:32:38

Subiu para 48 o número de casos suspeitos de febre amarela em Minas Gerais, 25 a mais do que havia sido contabilizado segunda-feira (9). Além do aumento do número de casos, os focos de prováveis infecções aumentaram. A área atingida agora compreende 14 municípios.

 

Autoridades sanitárias organizam um esquema de vacinação de bloqueio que compreende, entre outras, as cidades de Setubinha, Caratinga, Entre Folhas, Imbé de Minas, Piedade de Caratinga, Ubaporanga, Inhapim, Ipanema, Frei Gaspar, Ladainha e Malacacheta.

 

De acordo com informações extraoficiais, pelo menos 16 pacientes já apresentaram resultados positivos para febre amarela, em um dos testes realizados. No entanto, para classificar o caso como confirmado, governo aguarda o laudo de um exame confirmatório.

 

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou em entrevista na manhã desta quarta-feira (11), que, apesar do aumento do número de casos, não está configurado em Minas um quadro de surto de febre amarela. De acordo com ele, a situação pode ser controlada com a vacinação da população suscetível à doença.

 

Embora haja relatos de pessoas na região sobre falta do imunizante, Barros afirmou haver vacina para toda população. Entre os pacientes com suspeita da infecção, 14 morreram.

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo: