Recomende este post!

Fechar

Enviar


Regras do Blog Edson Sombra

1 – Para comentar no Blog do Edson Sombra você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Sempre que comentar no Blog do Edson Sombra você poderá optar por assinar seu comentário com seu nome completo ou com o apelido que escolheu. A publicação do seu e-mail junto com o seu comentário também é opcional.

3 – Serão eliminados do Blog Edson Sombra os comentários que:

      a - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;

      b - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;

      c - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;

      d - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

      e – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

4 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:

      a - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:
 

1 – No Blog do Edson Sombra, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

  • Fechar Enviar

Brasil, Brasília - Distrito Federal, 28 de julho de 2017

cartao-brb

Tribunal de Contas suspende mudanças no modelo das escolas parque do DF

Tribunal de Contas suspende mudanças no modelo das escolas parque do DF
Órgão foi acionado pelo Conselho Distrital de Direitos Humanos, que aponta falta de debate e prejuízo a outros alunos. Governo tem cinco dias para apresentar esclarecimentos
Por G1 DF Foto: Reprodução/Divulgação - 05/01/2017 - 07:42:15

O Tribunal de Contas do Distrito Federal determinou na tarde desta quarta-feira (4) que a Secretaria de Educação suspenda, em caráter provisório (cautelar), as mudanças previstas para o funcionamento das escolas parque do Plano Piloto e do Cruzeiro. A pasta tem prazo de cinco dias para apresentar as justificativas da medida ao tribunal, para que o tema volte à análise dos técnicos.


 A implantação do ensino integral nas escolas parque do Plano e do Cruzeiro, que restringiria o acesso de outros alunos a esses espaços no contraturno, é prevista pelo GDF já para o primeiro semestre de 2017.


As modificações não abrangem as escolas parque de Brazlândia e Ceilândia porque, segundo a Secretaria de Educação, elas estão sujeitas a outro modelo de funcionamento. O pedido de suspensão foi protocolado pelo Conselho Distrital de Direitos Humanos e pela deputada federal Érika Kokay (PT-DF).


Se a medida entrar em vigor, o DF terá 17 escolas de ensino integral, incluindo no programa as cinco escolas parque do Plano Piloto e Cruzeiro. Pela alteração, apenas os 2.849 alunos dessas 17 unidades serão atendidos nas escolas parques das duas regiões – hoje as instituições atendem estudantes de 36 colégios.


A restrição de atendimento a alunos de outras escolas é o problema apontado pelo conselho. Atualmente, os alunos das 36 unidades frequentam aulas de educação física, dança, música, artes cênicas e outras atividades ofertadas uma vez por semana nas escolas parque. A mudança promovida pelo GDF prevê que os alunos dos 17 colégios de ensino integral possam ter acesso às atividades nas escolas parques por cinco horas diárias, cinco vezes por semana.

 

Para o presidente do Conselho de Direitos Humanos do DF, Michel Platini, a interrupção dos serviços para um grande número de alunos não é o único problema da mudança. Ele diz que a proposta não foi discutida com a população.


“Além de não debater com o conjunto da comunidade escolar, a Secretaria de Educação está desconsiderando parte das crianças que são atendidas nas escolas parque e que ficarão sem esse atendimento já no início de 2017. As famílias merecem respeito e devem ser consideradas no processo de formação”, afirma Platini.


A Secretaria de Educação informou em nota que as mudanças no atendimento das escolas parque do Plano Piloto e Cruzeiro foram adotadas para aumentar a oferta de ensino integral na região. Segundo o órgão as atividades atualmente oferecidas pelas escolas parque uma vez por semana deverão ser disponibilizadas pelas demais escolas onde os alunos estiverem matriculados, mesmo sem o ensino integral.
 

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo: